Publicado em

MUSCULAÇÃO: A Importância da Execução Correta dos Exercícios

Tempo de Leitura: 3 minutos

Quando começamos a frequentar uma academia, vemos muitos outros frequentadores, que já estão em níveis mais elevados, ou que tem objetivos diferentes do nosso, mais por uma questão de competitividade natural, acabamos utilizando uma carga mais elevada que vai prejudicar o desenvolvimento da atividade e pode causar sérios danos a nossa saúde. Veja a importância e os perigos na execução de alguns exercícios.Na hora dos treinos de musculação, é interessante estar atento e tomar algumas precauções para evitar práticas que podem representar risco de lesões ao corpo. Antes de iniciar um programa de treinamento, é essencial fazer uma avaliação física para identificar desequilíbrios posturais, condições e hábitos que podem influenciar na rotina e segurança dos treinos.

Nas academias, e na internet, vemos inúmeros casos de pessoas que sofreram fraturas nos ossos e articulações, torções nas juntas, distensões musculares, rupturas musculares e de tendões, desmaios e uma imensidade de outras lesões menores devido ao uso incorreto dos aparelhos, ou devido ao excesso de carga (peso) ou devido a falta de técnica ou mesmo problemas posturais no uso de cada equipamento. Portanto, o uso correto e supervisionado durante todo o tempo é a melhor maneira de evitar problemas e maiores consequências.

Quem treina em casa, ou na academia do prédio, jamais deve fazer os exercícios quando estiver sozinho, afinal, todos nós estamos sujeitos a um mal súbito, ou a um desmaio, e quando se está usando uma máquina ou carregando pesos, esse pequeno mal pode causar consequências desastrosas, que vão desde fraturas e escoriações até a morte. Imagine um peso cair sobre seu peito ou pescoço devido a uma lesão, e não ter uma pessoa ao lado para lhe ajudar a levantar esse peso, uma simples torção muscular, devido a estar sozinho, pode te levar a morte por asfixia. Esse problema é menor entre os frequentadores de academia, pois os demais frequentadores podem te auxiliar em caso de um acidente.

Por outro lado, ao se frequentar uma academia, a vaidade humana ou a necessidade da competição para mostrar dominância acaba levando muitos a exagerar na carga, e muitas vezes leva a execução errada do movimento, o que pode gerar lesões graves, ou não ter o efeito esperado na reabilitação do indivíduo. Um acontecimento comum, é o exagero no peso, pois para se mostrar superior o aluno acaba tentando competir ou se exibir para os demais frequentadores, o que é uma pratica de muito risco.

A maioria das lesões na sala de musculação está relacionada a técnicas precárias, sobrecargas de peso a níveis incompatíveis com as condições do praticante, movimentos repetitivos que extrapolam limites das articulações, comprimindo ligamentos, tendões, entre outras estruturas. Algumas lesões mais comuns são: distensões, torções dos ligamentos, degeneração da cartilagem, neuropáticas e lesões por excesso de uso, como fraturas por estresse ou tendinites.

Também é de grande importância verificar onde malhar (academia que ofereça aparelhos de musculação, halteres, barras, esteiras, bicicletas e esquipamentos em geral, em boas condições e com manutenção regular) e como malhar, com a disponibilidade de profissionais graduados em educação Física e registrados pelo CREF, para prescrição, orientação e ajuda em alguns movimentos mais extensos e complexos. Para quem malha em casa, verificar com um personal traine se a execução está dentro desses parâmetros.

No início da sessão, para evitar lesões e preparar o organismo para o esforço a ser realizado, é recomendado fazer um bom aquecimento global; realizar alongamentos para além de uma ativação fisiológica, adquirir boa flexibilidade; e o aquecimento no músculo que vai ser exigido. Comumente o aquecimento local é realizado com várias repetições e alta velocidade.

É importante Salientar que os próprios exercícios de musculação são cada vez mais utilizados como prevenção e reabilitação de lesões em esportes e em outras situações. Isso por darem estabilidade a articulações, favorecem a saúde óssea, entre outras aplicações, tendo, assim sua utilização cada dia mais incentivada na literatura científica. Desta forma, não se esqueça de que é importante realizá-los com prudência para aproveitar ao máximo seus benefícios com segurança.

Comentários